terça-feira, 29 de dezembro de 2009

2010/Tempo de Paz



Eu acredito que em 2010 teremos mais tempo...
tempo para aprender tudo o que o
homem fez no passado,
tempo para ensinar o que de bom aprendemos,
tempo para refletirmos em nossos erros,
tempo para fortalecermos nossos acertos,
tempo para restabelecer laços que se romperam,
tempo para estreitar amizades que conquistamos,
tempo para falar de nossos sonhos,
ouvir um pouco dos sonhos do próximo.
Tempo para trabalhar muito mais,
atingir metas, objetivos,
tempo para espreguiçar gostoso, se divertir,
ou simplesmente não fazer nada.
tempo para cuidar da mente,
do corpo, da saúde,
tempo para Deus, para cuidar do espiritual.

Eu acredito que 2010 será um tempo de colheita,
jogaremos fora as sementes ruins que não germinaram,
adubaremos com amor as sementes
que começam a florescer.
Sobretudo, 2010 é um ano de plantar novos sonhos,
novos programas,
restabelecer aquele sorriso quase infantil,
aqueles sonhos mais simples,
andar descalço na areia fofa,
correr feito criança para os braços dos pais,
chorar pelos que se foram,
plantar uma árvore e recomeçar...
A vida recomeça a cada dia e bendito seja
o Criador da vida
que nos dá a oportunidade de recomeçar sempre.

Eu acredito que 2010 será muito melhor,
principalmente porque eu acredito em você,
e você é o principal motivo do mundo acreditar na paz.

Feliz 2010, feliz você,

feliz o mundo que pode contar com você,
eu acredito em você, sempre!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Cidadania Vencendo o Preconceito

(estivemos no ultimo sábado 12-12-09 no hospital psiquiátrico Luiz Inácio na conde da boa vista no quintal de nossa igreja, e quero relatar que foi uma das mais belas experiências que Deus pode nos proporcionar com aquelas pessoas. eu (Douglas) pude expressar o que meu coração estava ardendo em vontade que era cuidar daqueles pequeninos, só o fato de você tocar no rosto deles corta seus cabelos fazer sua barba, são simples gestos que marcam para sempre qualquer pessoa. O fato de encontrar irmãos de mesma fé ali enternados por conta de doutrinas mal expressadas em varias igrejas nos leva a refletir, qual o cristo que esta sendo proclamado nas novas igrejas? o cristo da loucura? Fica a pergunta.)

Para não termos muitas perdas no dia da colheita, semeemos - ou melhor, demos - abundantemente durante a atual estação de semeadura (v. 6; Lucas 6:38; Deuteronômio 15:10). O que Deus puser em nosso coração, façamos, e façamos alegremente. O que guardamos para nós mesmos não nos enriquecerá, e o que dermos não nos empobrecerá jamais (Provérbios 28:27). A graça de Deus nos assegurará a provisão "sempre, em tudo" com "ampla suficiência" (v. 8). Os versículos 11 a 14 nos lembram de que a generosidade desinteressada produz, nos que são ajudados, ações de graças a Deus e orações a favor dos ajudadores. Começando com um assunto que poderíamos julgar secundário, ou seja, o se dar aos outros, o apóstolo dirige nosso pensamento para os mais gloriosos temas: a humilhação do Senhor (8:9); e o dom inefável de Deus (v. 15). Aprendamos a passar dos pequenos fatos da vida cotidiana para as profundas verdades de nossa fé. Uma simples refeição, uma reunião familiar, um presente dado ou recebido com amor são oportunidades para dar graças a Deus e pensar no Dom por excelência: aquele que o Deus de amor enviou ao mundo (João 3:16).
video

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

PÃO DE CRISTO




O que se segue é um relato verídico sobre um homem chamado Vitor.

Depois de meses sem encontrar trabalho, viu-se obrigado a recorrer à
mendicância para sobreviver, coisa que o entristecia e envergonhava
muito..

Numa tarde fria de inverno, encontrava-se nas imediações de um
clube social, quando viu chegar um casal.
Víctor lhe pediu algumas moedas para poder comprar algo para comer.
- Sinto muito, amigo, mas não tenho trocado - disse ele..
Sua esposa, ouvindo a conversa perguntou:
- Que queria o pobre homem?
- Dinheiro para comer. Disse que tinha fome - respondeu o marido.,
- Lorenzo, não podemos entrar e comer uma comida farta que não
necessitamos e deixar umhomem faminto aqui fora!
- Hoje em dia há um mendigo em cada esquina! Aposto que quer
dinheiro para beber!
- Tenho uns trocados comigo. Vou dar-lhe alguma coisa!
Mesmo de costas para eles, Vitor ouviu tudo que disseram.
Envergonhado, quería afastar-se correndo dalí, mas neste momento
ouviu a amável voz da mulher que dizia:
- Aquí tens algumas moedas. Consiga algo de comer, ainda que a
situação esteja difícil, não perca a esperança. Em algum lugar
existe um trabalho para você. Espero que encontre.
- Obrigado, senhora. Acabo de sentir-me melhor e capaz de começar de
novo. A senhora me ajudou a recobrar o ânimo! Jamais esquecerei sua
gentileza.
- Você estará comendo o Pão de Cristo! Partilhe-o - disse ela com
um largo sorriso dirigido mais a um homem que a um mendigo.
Víctor sentiu como se uma descarga elétrica lhe percorresse o
corpo..
Encontrou um lugar barato para se alimentar um pouco. Gastou a metade
do que havia ganho e resolveu guardar o que sobrara para o outro dia,
comeria 'O Pão de Cristo' dois dias.
Uma vez mais aquela descarga elétrica corria por seu interior. O
PÃO DE CRISTO!
- Um momento!, - pensou, não posso guardar o Pão de Cristo somente
para mim.
Parecia-lhe escutar o eco de um velho hino que tinha aprendido na
escola dominical. Neste momento, passou a seu lado um velhinho.
- Quem sabe, este pobre homem tenha fome - pensou - tenho que
partilhar o Pão de Cristo.
- Ouça - exclamou Víctor- gostaría de entrar e comer uma boa
comida?
O velho se voltou e encarou-o sem acreditar.
- Você fala serio, amigo? O homem não acreditava em tamanha sorte,
até que estivesse sentado em uma mesa coberta, com uma toalha e com
um belo prato de comida quente na frente.
Durante a ceia, Víctor notou que o homem envolvia um pedaço de pão
em sua sacola de papel.
- Está guardando un pouco para amanhã? Perguntou.
- Não, não. É que tem um menininho que conheço onde costumo
freqüentar que tem passado mal ultimamente e estava chorando quando
o deixei.. Tinha muita fome. Vou levar-lhe este pão.
- O Pão de Cristo! Recordou novamente as palavras da mulher e teve a
estranha sensação de que havia um terceiro convidado sentado
naquela mesa. Ao longe os sinos da igreja pareciam entoar o velho hino que
havia soado antes em sua cabeça.
Os dois homens levaram o pão ao menino faminto que começou a
engolí-lo com alegria.
De repente, se deteve e chamou um cachorrinho. Um cachorrinho pequeno
e assustado.
- Tome cachorrinho. Te dou a metade - disse o menino. O Pão de
Cristo alcançará tambem você.
O pequeno tinha mudado de semblante. Pôs-se de pé e começou a
vender o jornal com alegria.
- Até logo!, disse Vitor ao velho. Em algum lugar haverá um emprego.
Não desespere!
- Sabe? - sua voz se tornou em um susurro - Isto que comemos é o
Pão de Cristo. Uma senhora me disse quando me deu aquelas moedas para
comprá-lo. O futuro nos presenteará com algo muito bom!
Ao se afastar, Vitor reparou o cachorrinho que lhe farejava a perna.
Se agachou para acariciá-lo e descobriu que tinha uma coleira onde
estava gravado o nome e endereço de seu dono.
Víctor caminhou um bom pedaço até a casa do dono do cachorro e
bateu na porta.
Ao sair e ver que havia sido encontrado seu cachorro, o homem ficou
contentíssimo, e logo sua expressão se tornou séria. Estava por
repreender Vitor, que certamente lhe havia roubado o cachorro, mas
não o fez pois Victor mostrava no rosto um ar e dignidade que o deteve.
Disse então:
- No jornal de ontem, oferecí uma recompensa pelo resgate. Tome!!
Victor olhou o dinheiro meio espantado e disse:
- Não posso aceitar. Somente queria fazer um bem ao cachorrinho.
- Pegue-o! Para mim, o que você fez vale muito mais que isto! Você
precisa de um emprego? Venha ao meu escritório amanhã. Faz-me muita
falta uma pessoa íntegra como você.
Ao voltar pela avenida aquele velho hino que recordava sua infância,
voltou a soar em sua alma. Chamava-se 'PARTE O PÃO DA VIDA',

'NÃO O CANSEIS DE DAR, MAS NÃO DÊS AS SOBRAS,
DAI COM O CORAÇÃO, MESMO QUE DOA'.
QUE O SENHOR NOS CONCEDA A GRAÇA DE TOMAR
NOSSA CRUZ E SEGUÍ-LO, MESMO QUE DOA!

Bem, agora se desejares, reparta com os amigos.
Ajuda-os a repartir e refletir. Eu já o fiz.
ESPERO QUE SIRVA para sua VIDA...
QUE DEUS OS BENDIGA SEMPRE...!!!
Senhor Jesus:'Te amo muito, te necessito para sempre, estás no mais
profundo de meu coração, bendize com teu carinho, a minha familia,
minha casa, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos
e meus amigos'.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

O Casamento segundo o coração do Pai

É em homenagem ao nosso líder e sua esposa (Mazinho e Fabiana) que dedico este texto, que Deus abençoe ricamente este casal e que ele possa realizar todos os seus sonhos.

O Casamento segundo o coração do Pai, tem o seu inicio no relacionamento revelado e abençoado; é preciso ser espiritual, cheios do Espírito Santo e sensível ao seu falar, que não haja ansiedade; e no tempo oportuno serão agraciados com a companheira (o), com o qual unirás, debaixo do consentimento Divino.

O casamento é uma ligação permanente e dedicada entre um homen e uma mulher. A Bíblia diz em Mateus 19:5-6 “Deus ordenou: Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne? Assim já não são mais dois, mas um só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem.”
Como devem os maridos tratar as suas esposas? A Bíblia diz em Efésios 5:25-28 “Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, a fim de a santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela palavra, para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.”
Os maridos devem tratar as suas esposas com respeito e honra. A Bíblia diz em 1 Pedro 3:7 “Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida, para que não sejam impedidas as vossas orações.”
Como devem as mulheres tratar os seus maridos? A Bíblia diz em Efésios 5:22-24 “Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos.”
Significa isto que a mulher deve ser a única a submeter-se? Não! Num casamento ambos se submetem. A Bíblia diz em Efésios 5:21 “Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.”

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Porque Eu Odeio Religião - Mark Driscoll

vamos refletir!

IDENTIDADE CRISTÃ


“Quem é você?” Já ouviu esta pergunta? Você precisou identificar-se. Então você pode falar o que faz, onde mora, quem são seus pais. Se você cuida de alguma criança, certamente já lhe ensinou a responder a estas perguntas: “Quem é você?” “Qual o nome de seus pais?”

Você tem uma identidade na receita federal ou no INSS. Esta identidade lhe permite ter atendimento e ser reconhecido com alguém neste mundo.

Qual é a sua identidade espiritual? Em meio a tantas influências espirituais, a tantas disputas religiosas, você precisa Ter muito claro para você, a sua identidade espiritual. Isso vai além de dizer qual grupo religioso você freqüenta. Sua identidade espiritual é a guardiã de seus valores morais, humanos.

Jesus deixa muito claro para aqueles que o seguem, qual é a característica fundamental de sua identidade, da identidade de seus discípulos. Ele diz “Se vocês permanecerem firmes na minha Palavra, verdadeiramente serão meus discípulos” (Jo 8:31). A identidade do cristão está no valor que ele dá a Palavra do Senhor Jesus. A igreja, os rituais são aspectos secundários, porque são moldados pela palavra de Jesus. Até mesmo a tradição religiosa e cristianizada é aferida pela Palavra de Jesus.

Hoje, muitas pessoas podem se dizer cristãs por todas as boas intenções e práticas religiosas inseridas em sua vida, mas Jesus mesmo diz que é seu discípulo, tem identidade cristã, quem permanece firmemente comprometido com o que Ele diz, com o que Ele é e com o que ele faz. Você percebe a diferença? Jesus disse: “Se alguém me ama, obedecerá à minha palavra. Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos nele morada” (Jo 14:23). A identidade cristã consiste nessa intimidade com Deus pelo amor ao Senhor Jesus segundo sua palavra.

É dessa identidade que seu coração precisa.

Fonte: http://www.umbet.org.br

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

A cruz como símbolo do sacrifício



Hoje em dia usa-se com orgulho uma cruzinha delicada, se possível de ouro, como enfeite e adorno pendurado no pescoço. Quem o faz, poderia usá-la com alegria, se debaixo da cruzinha batesse um coração em que Jesus habita. Em certos lugares, cruzes artisticamente moldadas são usadas como decoração. Mas, quem lembra atualmente que esse símbolo foi instrumento de tortura e execução? Só os piores criminosos condenados à morte eram dependurados ou pregados em uma cruz, como alerta e sinal de sua rejeição. Ela também lembra da crueldade humana. Poucos dos que usam cruzes como adorno se lembram do pavor desse tipo de pena de morte. Deus diz em Deuteronômio 21.23: "O seu cadáver não permanecerá no madeiro durante a noite, mas, certamente, o enterrarás no mesmo dia; porquanto o que for pendurado no madeiro é maldito de Deus; assim, não contaminarás a terra que o Senhor, teu Deus, te dá em herança." Gálatas 3.13 repete: "Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro." A cruz é símbolo de maldição? Sim, é o que diz a Sagrada Escritura. Mas devemos observar todo o texto de Gálatas 3.13, pois a cruz é também símbolo de salvação: "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro)." Gravemos profundamente em nossos corações: Jesus levou voluntariamente sobre Si na cruz a maldição do pecado, que deveria cair sobre nós. Lá, onde nós deveríamos estar dependurados, Jesus esteve em nosso lugar, pagando o preço da nossa salvação. Assim fomos libertos da maldição. Em 1 Pedro 2.24 lemos o mesmo com as seguintes palavras: "Carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados." Mas Ele não o fez apenas simbolicamente, Ele o fez de maneira real. Ele o fez por todas as pessoas, para que ninguém tivesse de se perder, a não ser quem rejeitar essa oferta. Jesus teve de fazer esse sacrifício porque todos os incontáveis sacrifícios de animais na Antiga Aliança não podiam tirar os pecados, mas apenas cobri-los. Já que a expiação de nossa culpa exigiu um preço tão elevado, nunca conseguiremos levar o pecado suficientemente a sério, realmente temos de odiá-lo e evitá-lo! Jesus, com Seu sacrifício no madeiro maldito, cumpriu o que havia prometido: "Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas" (Jo 10.11).

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

vida embolada


Vida Embolada.
vida embolada
embolada vida
na embolada
vida embolou
desembolando
essa minha vida
é o meu caminho
é nesse vou que vou

peço licença
pra sair e pra chegar
vou para qualquer lugar
que eu dê para ficar
que eu ganhe um pouco
desse pouco que sobrou
daquele pouco que é oco
pra eu poder me alimentar

vou caminhando
e vou vendo nesse mundo
que o pouco é pra muito
e que o muito em pouco tá
na repartida:
é muito pra pouca panela
e muita panela com pouco pra se virá

se o meu caminho
não foi feito e não tá pronto
entrei no time
que não tem nada pra dá
não tenho casa, nem dinheiro,nem comida
como não pode minha vida embolá

quem não conhece
vai ficar sabendo agora
que a vida me toda hora
nunca foi pra embolá
mas se o caminho fez uma grande embolada
eu sei quem pode fazer desembolá

só Jesus Cristo é quem faz desembolá.

(Mazinho)

terça-feira, 6 de outubro de 2009

VIDA CRISTÃ


Como podemos dizer que alguém está pecando, se Jesus disse que não devemos julgar os outros?

Examinando cuidadosamente esse mandamento de Cristo, “não julgue, ou você também será julgado” (Mateus 7:1), temos que levar em conta que logo em seguida Ele indica o significado desse mandamento.

Ele disse, “Hipócrita, tira primeiro o pedaço de madeira do teu olho, e então cuidarás em tirar o cisco do olho do teu irmão”. (Mateus 7:5).

Jesus simplesmente estava dizendo que nós não deveríamos buscar corrigir uma pessoa quando nós somos culpados da mesma transgressão ou de outra ofensa.

Nós precisamos lidar primeiro com nosso próprio pecado, e então nós podemos ajudar outra pessoa a lidar com o dela. Jesus nunca quis que os discípulos colocassem de lado todo o exercício de discernimento ou julgamento.

Depois, na mesma mensagem Jesus disse, “Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.

Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”.(Mateus 7:15-20). Nós podemos e devemos exercitar o discernimento que Deus nos deu sobre nossas palavras e ações. Deus conhece os motivos e a intenção do coração de uma pessoa.

Também é importante considerar o modo como buscamos corrigir outra pessoa. Até mesmo se nós não formos culpados da mesma ofensa, nós já fomos suficientemente culpados de outras ofensas.

Nós precisamos julgar ou corrigir outra pessoa em um espírito de amor, compaixão, e humildade. A Bíblia diz, “IRMÃOS, se algum homem chegar a ser surpreendido em alguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado. Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo”.(Gálatas 6:1-2).

Podemos indicar os pecados de uma certa pessoa, porém precisamos olhar primeiro para nossos pecados e quando formos alertar alguém sobre seus pecados precisamos fazer isso particularmente, nunca com outras pessoas presentes ou espalhar para os outros o pecado cometido por tal pessoa.

Se você percebe que seu amigo está pecando e não está se dando conta disso, converse com ele francamente, como um amigo, somente com o intuito de ajudá-lo, e não desmoralizá-lo, quem sabe no meio dessa conversa ele não lhe fale também a respeito de alguns dos seus pecados.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

GALOPE A BEIRA MAR – NOVO TESTAMENTO

Autor: Fernando Paixão

Eu lembro que o povo lá da Galiléia
No tempo passado esperava o Messias
Até que cessou a contagem dos dias
Surgindo do meio da classe plebéia
Um jovem pregando pra sua platéia
Dizendo que as coisas precisam mudar
E chama discípulos pra lhe ajudar
Convidando gente do campo e da praça
Chamou pescadores que viu na barcaça
Cantando galope na beira do mar.


Tudo começou quando na Palestina
O povo amargava uma forte opressão
Sofrendo sonhava por libertação
E de Nazaré uma jovem menina
Tão doce, inocente, pura e pequenina
Um anjo aparece pra lhe avisar
Que seu ventre puro iria gerar
Um filho que ia ser grande poeta
Salvador e santo, pastor e profeta
Cantando galope na beira do mar.


A jovem assustada prostrou-se no chão
Dizendo que aquilo não era possível
Mas a pulsação do seu peito sensível
Qual jovem criança quase sem razão
Dizendo pro anjo: não tenho varão
Por isso não posso esse filho gerar
Mas, faça-se em mim o que Deus desejar
Pra Deus quero ser uma serva fiel
Cantando louvores ao Deus de Israel
Nos dez de galope na beira do mar.


O tempo passou e o povo escutava
A voz que clamava no alto deserto
Pra cima, pra baixo, pra longe e pra perto
Soava essa voz que o profeta pregava
Nas águas do rio também batizava
Pedindo ao povo pra se preparar:
Que nosso Messias não tarda a chegar
- Batizo com água começando o jogo
Mas ele batiza com Espírito e com fogo
Cantando galope na beira do mar.


Jesus aparece para João Batista
Mergulha nas águas do Rio Jordão
Quando se batiza tem uma visão
Narrada no livro do Evangelista
O céu se abrindo diante da vista
Palavra serena ele ouve no ar
O Espírito Santo vem sobrevoar
Jesus nessa hora se faz consciente
Que ele é o Filho do Onipotente
Cantando galope na beira do mar.


E para o deserto ele foi conduzido
A soma dos dias contava quarenta
Jesus persevera, se esforça e enfrenta
Todo pesadelo por ele sofrido
Escuta uma voz lhe falando no ouvido
Eu tenho poderes pra lhe ofertar
Porém Jesus Cristo se fez superar
Não foi seduzido por seu inimigo
Com a força de Deus se livrou do perigo
Cantando galope na beira do mar.


E assim começou para o pobre e pequeno
Feliz despontar de uma nova bonança
Porque nessa hora a finada esperança
Já ressuscitava em Jesus Nazareno
Aquele rapaz com aspecto sereno
Com plenos poderes se pôs a pregar
Chamando os pequenos para celebrar
Seu Reino de paz, de justiça e igualdade
Um Reino onde impera somente a verdade
Nos dez de galope na beira do mar.


A sua mensagem não foi escutada
Por gente importante da sua nação
Porém encantando toda multidão
A boa semente da paz foi plantada
Mas foi o Sinédrio que armou a cilada
Dizendo: esse homem nós vamos calar
Prenderam, julgaram para o condenar
A morte cruel duma cruz amargou
No terceiro dia ele ressuscitou
Cantando galope na beira do mar.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

batuque na praça

Dando uma volta na cidade de BH para comprar algumas lembranças e ao sentar em uma praça pra dar uma relaxada e conversar um pouco, pintou um coroa do nada e pediu pra acompanhar o batuque, foi bem legal a turma achou massa!

video

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O VALOR DA RESSURREIÇÃO



Autor: Euriano Sales

Grandes reis, grandes juizes
Grandes magos e profetas
Grandes homens desse mundo
Cantores, Artistas e Atletas
Cientistas, Generais, Presidentes
Todos eles tiveram uma meta

Muitos deles a cumpriram
Começou e Terminou
Mas teve gente que infelizmente
No meio do caminho ficou
Morreram antes da hora
E nunca ressuscitou

Livros incompletos
Teorias inacabadas
Mandatos não cumpridos
Guerras não finalizadas
Obras interrompidas
Esperanças derrubadas

Tem profeta que foi e nao veio
E tem gente que ainda espera
Maomé, Buda, Zoroastro
Cada um em sua era
Estão mortos e enterrados
E o povo ainda venera

Como pode alguém venerar
Um ser igual a mim
Eu mesmo é que não queria
Crer num deus assim
No aperreio pra quem eu apelo?
Um ser que já teve seu fim?

Eu quero algo diferente
Que seja maior do que Eu
Que seja maior que o mundo
Maior do que os anjos de Deus
Prefiro crer em alguem
Que até a morte venceu

Dessa forma eu tenho esperança
A morte nao é o fim do meu mundo
Pois prefiro crer na vitória
Ainda que seja absurdo
Quem disse que a morte é lucro
Entendeu o sentido de tudo

Resolvi então adorar
Esse alguém que eu imaginei
Será que existe um ser assim?
Entre os profetas, deuses e Rei?
Se existe com certeza
É a ele que eu seguirei

Procurei no dicionário
Começando na letra A
Acabei não demorando muito
Pois no J, lá está
Esse alguém que eu procurava
Era Jesus, Leão de Judá

Carpinteiro e Profeta,
Foi homem, é Deus e Rei
É maior do que o mundo
Maior de todos que eu falei
Venceu povos e culturas
Sem burlar nenhuma lei

Dividiu a história no meio
Antes e depois de Cristo
Deu visão a quem foi cego
Fez milagres imprevistos
Tudo o que ele preveu
Aconteceu como foi dito

Perseguido ele foi
E numa cruz foi pendurado
Morreu como foi previsto
Passou três dia enterrado
Mas foi o único que ressucitou
E o seu trabalho terminado

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Chico Science & Nação Zumbi



Ai galera quem gosta de Chico e da nação?
Nas minhas andanças pela nete achei uns link’s
Da discografia do cara galera é raridade, e ai
Vocês estão esperando o que? Pra baixar o som
Fica avontade ai turma.
E só pra ilustrar tem um pouco ai sobre o cara e a banda!

Francisco de Assis França, mais conhecido pela alcunha de Chico Science (Olinda, 13 de março de 1966 — Recife, 2 de fevereiro de 1997) foi um cantor e compositor olindense, um dos principais colaboradores do movimento manguebeat em meados da década de 1990. Líder da banda Chico Science & Nação Zumbi, deixou dois discos gravados: Da Lama ao Caos e Afrociberdelia, O líder e vocalista da banda, o cantor e compositor Chico Science, fundou, junto com a banda Mundo Livre S/A, o movimento Manguebeat. [1] No ano de 1991, em Olinda, aconteceu o primeiro show da banda, com o nome provisório de "Loustal & Lamento Negro", numa festa chamada "Black Planet". Neste mesmo ano, Chico Science e Fred Zero Quatro (do grupo Mundo Livre S/A) escreveram um Release, que acabou virando um manifesto do movimento Manguebeat, o Manifesto dos Caranguejos com cérebro, que tem como símbolo, uma antena parabólica colocada na lama.
Chico Science & Nação Zumbi, nascida no início da década de 1990, em Recife, capital do estado de Pernambuco, a partir da união do Loustal, banda de rock pós-punk, com o bloco de samba-reggae Lamento Negro.
No dia 2 fevereiro de 1997, Chico Science [2] faleceu devido a um acidente de carro quando seguia de Olinda para Recife. Em seu lugar nos vocais veio Jorge dü Peixe, que já tocava alfaia na banda.

ai galera copia e cola o link
da lama ao caos 1994
http://www.mediafire.com/?zmyzznjnndu
afrociberdelia 1996
http://www.mediafire.com/download.php?mgjotyjwt1m
CSNZ 1998
http://www.mediafire.com/download.php?jgwgm0n2cok
radio samba 2000
http://www.mediafire.com/download.php?jgwgm0n2cok
nação zumbi 2002
http://www.mediafire.com/download.php?n5dh21iyyaz
propagando ao vivo 2006
http://www.mediafire.com/download.php?w3umwzm2nct
fome de tudo 2007
http://www.mediafire.com/download.php?ywtwjtgwnho

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

A Reunião de Satanás



A Reunião de Satanás
Satanás convocou uma Convenção Mundial de demônios. Em seu discurso de abertura, ele disse: "Não podemos impedir os cristãos de irem à igreja" "Não podemos impedi-los de ler as suas Bíblias e conhecerem a verdade" "Nem mesmo podemos impedi-los de formar um relacionamento íntimo com o seu Salvador“.
E, uma vez que eles ganham essa conexão com Jesus, o nosso poder sobre eles está quebrado.

"Então vamos deixá-los ir para suas igrejas, vamos deixá-los com os almoços e jantares que nelas organizam, MAS, vamos roubar-lhes o TEMPO que têm, de maneira que não sobre tempo algum para desenvolver um relacionamento com Jesus Cristo". "O que quero que vocês façam é o seguinte", disse o diabo: "Distraia-os a ponto de que não consigam aproximar-se do seu Salvador".

Como vamos fazer isto? Gritaram os seus demônios.
Respondeu-lhes: "Mantenham-nos ocupados nas coisas não essenciais da vida, e inventem inumeráveis assuntos e situações que ocupem as suas mentes"
"Tentem-nos a gastarem, gastarem, gastarem, e tomar emprestado, tomar emprestado"
"Persuadam as suas esposas a irem trabalhar durante longas horas, e os maridos a trabalharem de 6 à 7 dias por semana, durante 10 à 12 horas por dia, a fim de que eles tenham capacidade financeira para manter os seus estilos de vida fúteis e vazios."
"Criem situações que os impeçam de passar algum tempo com os filhos"

"À medida que suas famílias forem se fragmentando, muito em breve seus lares já não mais oferecerão um lugar de paz para se refugiarem das pressões do trabalho".
"Estimulem suas mentes com tanta intensidade, que eles não possam mais escutar aquela voz suave e tranqüila que orienta seus espíritos".
"Encham as mesinhas de centro de todos os lugares com revistas e jornais".
"Bombardeiem as suas mentes com noticias, 24 horas por dia". "Invadam os momentos em que estão dirigindo, fazendo-os prestar atenção a cartazes chamativos".
"Inundem as caixas de correio deles com papéis totalmente inúteis, catálogos de lojas que oferecem vendas pelo correio, loterias, bolos de apostas, ofertas de produtos gratuitos, serviços, e falsas esperanças".

"Mantenham lindas e delgadas modelos nas revistas e na TV, para que seus maridos acreditem que a beleza externa é o que é importante, e eles se tornarão mal satisfeitos com suas próprias esposas". "Mantenham as esposas demasiadamente cansadas para amarem seus maridos à noite, e dê-lhes dor de cabeça também. Se elas não dão a seus maridos o amor que eles necessitam, eles então começam a procurá-lo em outro lugar e isto, sem dúvida, fragmentará as suas famílias rapidamente."

"Dê-lhes Papai Noel, para que esqueçam da necessidade de ensinarem aos seus filhos, o significado real do Natal." "Dê-lhes o Coelho da Páscoa, para que eles não falem sobre a ressurreição de Jesus, e o Seu poder sobre o pecado e a morte." "Até mesmo quando estiverem se divertindo, se distraindo, que seja tudo feito com excessos, para que ao voltarem dali estejam exaustos!".

"Mantenha-os de tal modo ocupados que nem pensem em andar ou ficar na natureza, para refletirem na criação de Deus. Ao invés disso, mande-os para Parques de Diversão, acontecimentos esportivos, peças de teatro, concertos e ao cinema. Mantenha-os ocupados, ocupados."
"E, quando se reunirem para um encontro, ou uma reunião espiritual, envolva-os em mexericos e conversas sem importância, para que, ao saírem, o façam com as consciências pesadas".
"Encham as vidas de todos eles com tantas causas nobres e importantes a serem defendidas que não tenham nenhum tempo para buscarem o poder de Jesus".
Muito em breve, eles estarão buscando em suas próprias forças, as soluções para seus problemas e causas que defendem, sacrificando sua saúde e suas famílias pelo bem da causa."

"Isto vai funcionar!! Vai funcionar !!"

Os demônios ansiosamente partiram para cumprirem as determinações do chefe, fazendo com que os cristãos, em todo o mundo, ficassem mais ocupados, e mais apressados, indo daqui para ali e vice-versa, tendo pouco tempo para Deus e para suas famílias.
Não tendo nenhum tempo para contar à outros sobre o poder de Jesus para transformar vidas.
Creio que a pergunta é:
Teve o diabo sucesso nas suas maquinações?

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Folclore pernambucano

A todos que conhecem a cultura Pernambucana ou tem duvidas sobre determinadas manifestações culturais ou folguedos, nós vamos tentar explicar aqui como cada manifestação acontece e suas tradições. Lembrando que o trabalho do grupo Amart é pesquisar sobre a nossa cultura e fazer um resgate cultural,evangelizando e usando as manifestações populares como ferramenta para o evangelho.



Folclore Pernambucano - O marcante passado histórico aliado a criatividade do povo pernambucano resultaram em uma cultura popular extremamente rica e diversificada.
Dos europeus, o gosto pelas danças da corte, pelos bailados e epopéias; dos negros escravos, os requebros, a religiosidade e ritmos cadenciados; dos índios, o misticismo, a graça e a leveza de movimentos, próprios de uma raça que tinha na dança o reflexo do seu dia-a-dia.
Assim surgiram as mais variadas expressões populares, quase sempre associadas aos principais ciclos festivos:
Ciclo Carnavalesco: é a principal festa popular, manifestando-se em praticamente todo Estado. Destaque para Olinda e Recife ( Boa Viagem e Centro ). Blocos, troças, clubes, maracatus ( rural e de baque virado ), caboclinhos, ursos, blocos anárquicos, escolas de samba, afoxés, mascarados, bonecos gigantes, bois de carnaval.
Ciclo Quaresmal: malhação de Judas, serra velho e micarême, sendo este um carnaval no Sábado de Aleluia, manifestação bastante observada há anos passados e que vem sendo revivida atualmente.
Ciclo Junino: ocorre durante o mês de Junho, quando se homenageia Santo Antônio, São João e São Pedro. Manifesta-se em praticamente todo o Estado. Destaque para Caruaru ( a capital do forró ) Carpina, Paulista, Petrolina, Recife e Olinda. É tempo de fogueira, de ruas enfeitadas de bandeirolas e balões, de fazer adivinhações, de soltar fogos, de apreciar bandas de pífano, cantadores, acorda povo, bacamarteiros, violeiros, emboladores e de dançar quadrilha, forró, ciranda, xote, xaxado, coco e baião.
Ciclo Natalino: seu principal representante é o pastoril. Pode-se também observar o pastoril profano, a queima da lapinha, o reisado, a cavalhada, o fandango e o bumba – meu – boi.
MANIFESTAÇÕES FOLCLÓRICAS
Acorda Povo / Bandeira de São João:
“Acorda Povo” é uma tradicional procissão, com danças e cânticos, às vezes profanos, que conduz a bandeira de São João Batista ao som de zabumbas e ganzás. Seu inicio é quase sempre a partir de zero hora e vai até o dia clarear.
Bacamarteiros:
Tradição que tem origem na guerra do Paraguai. Consiste na reunião de atiradores de bacamarte sob a direção geral de um comandante, dividido em batalhões e que durante os festejos juninos e natalinos deflagram grandes descargas de pólvora seca, em homenagem aos santos padroeiros. São acompanhados por bandas de pífanos ou zabumbas, num ritual místico de grande efeito pictórico.
Banda de Pífanos:
A Banda de Pífanos é um conjunto de instrumentos de percussão e sopro. Apresenta-se tradicionalmente nas festas de ruas e nas cerimônias religiosas. É conhecida como cabaçal ou zabumba.
Blocos:
São agremiações carnavalescas, formadas por rapazes e moças de determinado bairro, que desfilam à noite, dançando e cantando suas músicas ( frevo – canção e marcha de bloco ) ao som de uma orquestra de “pau e corda”, com fantasias luxuosas. Quase sempre há um enredo que lembra certo episódio histórico.
Boi de Carnaval:
Conjunto de “bichos” do bumba-meu-boi ou dos entremeios do reisado que se desligam do auto do boi, durante o Carnaval para brincar na rua. Geralmente saem “Boi”, “Burra”, “Babau”, “Ema”, “Mateus” e outros palhaços com porta estandartes, cordão feminino e orquestra de gonguê, bombo, surdo, etc.
Bumba – Meu – Boi:
O Bumba- Meu- Boi é um dos espetáculos populares nordestinos. É praticado em arena, onde o público em pé forma a roda e vai se fechando em torno dos intérpretes no qual os papéis femininos são desempenhados por homens vestidos de mulher com uma orquestra composta de zabumba, ganzá e pandeiro.
Caboclinhos:
É um dos mais antigos bailados populares do Brasil. Nele está bastante evidente a origem de influência indígena. A indumentária consiste em tanga e cocar de penas de aves. Os componentes carregam arco e flecha, que servem não apenas como elementos de caracterização do índio, mas também para marcar o ritmo da música tirada por um terno: pífanos, ganzá e caixa-surdo.
Cavalhada:
A cavalhada é uma reminiscência dos torneios da Idade Média. Como folguedo popular, a cavalhada é um torneio equestre onde os cavaleiros procuram demonstrar sua habilidade. Começa com manobras em círculos, rodopios e outros figurados. Depois tem lugar a manobra de guerra e jogo de argollinhas.
Ciranda:
É uma dança rodada distinta das “cirandinhas infantis”. Distinta pelos “cirandeiros” (que são adultos), pelo repertório poético – musical; pelo instrumental obrigatório, que acompanha a roda ondulante dos cirandeiros que se enlaçam alternadamente; distinta ainda pelo local que escolhe, em geral afastado dos aglomerados urbanos, e se realizando pela noite a dentro; ou ainda, pela presença do Mestre Cirandeiro, a quem cabe “tirar as cantigas” (cirandas), improvisar versos e presidir a festa.
Clubes de Rua:
O clube de rua é a mais representativa agremiação carnavalesca. Dele fazem parte o baliza, ou mestre de cerimônia; o estandarte, tão sagrado na vida de um clube quanto a bandeira de um regimento; em seguida, a “onda”, grande corrente humana que retrata o prestígio de determinado clube; a fanfarra conjunto musical de metais e clarins; e, fechando o cortejo, o “cordão”, grupo de sócios do clube, realizando manobras pitorescamente vestidos.
Coco:
Acredita-se que o coco, dança popular nordestina, tenha nascido nas praias (daí sua designação). Quando apareceu, era dançado em roda formada com pares, na cadência de cantos especiais. Os dançarinos, cantando, trocavam umbigadas com o seu par e a moça do par vizinho, em movimentos sincronizados.
Dança de São Gonçalo:
Há um altar e nele São Gonçalo. Diante do altar, duas filas de dançarinos, cada um com um guia e um contraguia. Dá-se o revezamento dos extremos das filas e começam os movimentos em semi-círculo. Os dançarinos saltitam compenetrados, em busca da melhor harmonia coreográfica. Com métricas quebradas que sucedem, a dança se estende a não mais cansar.
Excelência:
É um canto entoado a cabeça dos moribundos ou mortos. Acredita-se que a excelência tem o poder de despertar no moribundo o horror do pecado, incitando-o ao arrependimento. É cantada sem acompanhamento instrumental, em uníssono, em série de 12 versos.
Fandango:
O fandango é um espetáculo popular que soma romance, dança, musica, anedotas, ditos, lendas e orações. A brincadeira desenvolve-se em um tablado armado no pátio alegórico, às vezes, à beira- mar. A duração é de toda uma noite. Os atores vestem-se de branco como marinheiros. Cantam, dançam e gritam ao som de instrumentos de corda, fazendo percurssão com um sapateado próprio.
Frevo:
O Berço do frevo é o Estado de Pernambuco. É uma dança de multidão onde possui uma coreografia: se abaixando e se levantando, pulando de um lado para o outro, porém não há disciplina a seguir podendo o passista ser criativo.
Malhação do Judas:
Os Judas são os bonecos de pano que ficam pendurados em postes e portais para serem estipardos e queimados ao amanhecer do Sábado de Aleluia. Originalmente, a cena representa o castigo ao apóstolo traidor.
Mamulengo:
Nome dos teatrinhos de fantoches introduzidos em Pernambuco ainda no século XVI. Foi inspirado no catolicismo alegórico da Idade Média. As peças apresentadas, embora obedecendo a um roteiro, são quase sempre improvisadas, representando uma resposta à reação dos expectadores. O mamulengo aparece em várias festas populares do ano ou faz a festa com as suas peças ligeiras, vivas e irônicas.
Maracatu:
O maracatu cujo o desfile evoca os cortejos dos soberanos negros é chamado de “nação africana”, urbano ou de “baque virado” e é uma exclusividade do carnaval pernambucano. A dança evoca o banzo africano em terras estranhas; é bamboleante, imitando o movimento do mar. A orquestra que acompanha o cortejo é formada por taróis, alfaias, ganguês e ganzás. Existem, ainda, os chamados maracatus rurais de orquestra ou de ‘baque solto”.
Quadrilha:
Manifestação folclórica típica do ciclo junino. Dança-se em pares formando duas alas. O primeiro par de cada ala representa o guia, aquele que deve orientar os demais. Enquanto isso, o marcador vai anunciando os passos (cuja terminologia básica teve origem nos salões aristocráticos da França), em geral a o número de 30. Ao som de conjuntos regionais música da época, os participantes dessa manifestação, vestido em “trajes matutos”, enchem de alegria e beleza as noites pernambucanas.
Reisado:
Auto natalino, fusão de cenas e cantos de reis com as congadas. Sincretismo também com o próprio bumba-meu-boi, que o admite como um dos seus entremeios. Seus personagens (reis, rainhas, embaxatriz, príncipe, vassalos, etc.)dançando, cantando e dialogando, apresentam os mais garridos trajes – saiotes e capas de cetim, guarda-peito e chapéu com enfeites de espelhos, vidrilhos lantejoulas, perólas muídas e fitas coloridas.
Serração do Velho:
A serração do velho é uma tradição européia conhecida em Pernambuco desde do começo do século XVIII. O folguedo reúne um grupo de brincalhões, diante da casa de um velho ou uma velha, na noite da Quarta-feira da Quaresma. Um deles, serrando uma tábua, e acompanhando, nesse rouco e lúgubre ruído, gritos, lamentos e prantos dos demais. Os velhos de modo geral, irritam-se com a brincadeira, dando ouvidos a crença de que o “velho serrado” não chega a outra Quaresma.
Troça:
As troças são clubes que desfilam durante o dia. Sua organização é idêntica a do clube de frevo, apenas apresentando menos figuras e luxo – é mais rústica. Também sua orquestra é similar a do clube de frevo, embora o número de instrumentos musicais seja mais reduzido.
Urso de Carnaval:
Conjunto cujas figuras centrais são o “Urso” (homem trajando máscara de urso e macacão de estopa), o Domador ou “Italiano” é o “Caçador”. Geralmente acompanhados por balizas, estandarte, orquestra (formada por sanfona, triângulo, bombo, pandeiro, etc.), malabarista, etc.
Vaquejada:
A vaquejada é o folguedo de derrubada do gado, indo o vaqueiro à cavalo. Correm sempre dois cavaleiros para conservar o animal em determinada direção. Emparelhado o cavaleiro com o novilho, aproximado o cavalo, o vaqueiro segura a calda do animal dando um forte puxão e afastando o cavalo. Desequilibrado o touro cai espetacularmente. A vaquejada é festa popularíssima no Nordeste.
Violeiros:
O violeiro nordestino constitui um tipo especial, que tem alguma diferença do cantador de viola do resto do País. De viola em punho ou responde o desafio ou canta estórias ou, simplesmente, os acontecimentos do dia estendendo sua opinião ou interpretando os fatos a seu modo, enquanto fabrica suas rimas.
Xaxado:
O xaxado, nasceu no Sertão Pernambucano. Dança-se em fila indiana, um atrás do outro, sem volteio, avançando o pé direito, fazendo de três a quatro movimentos laterais e puxando o esquerdo, num rápido e deslizado sapateado. Tem letra agressiva e música simples, com acompanhamento de zabumbas, pífanos, triângulos e sanfonas.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

APRESENTAÇÃO NA IGREJA PRESBITERIANA DE RIO DOCE

Essa apresentação que o amart fez na igreja presbiteriana de rio doce no final de agosto foi completamente diferente da primeira que fizemos sem o Mazinho.
Diferente da primeira lá em Minas Gerais, estávamos bastante seguros porque tínhamos ensaiado antes. Em Minas nós não tínhamos feito um ensaio, dai não foi muito bom, diferente deste dia que saiu muito legal. O que um ensaio não faz em gente.
Todos estão de parabéns e sem contar que o verbo de Deus estava lá e se apresentou logo depois do AMART. A todos um abraço e que o senhor Jesus continue nos abençoando amem!



quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Oi pessoal segue ai um pensamento, acho que podemos chamar de o pensamento do dia!


" Um Meio ou uma Desculpa "

(Por ROBERTO SHINYASHIKI)




Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes.

Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo.

Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.

O sucesso é construído à noite! Durante o dia você faz o que todos fazem, mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados.

Não se compare à maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso.

Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas.

Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão.

Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

A realização de um sonho depende de dedicação, há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está, em verdade a ilusão é combustível dos perdedores, pois...


Quem quer fazer alguma coisa, encontra um MEIO...
Quem não quer fazer nada, encontra uma desculpa!


PENSE BEM NISTO!!!...

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

ANIVERSÁRIO DO AMART

GALERA 1000 DESCULPAS POR DEMORAR TANTO A POSTAGEM DAS FOTOS DO NOSSO ANIVERSÁRIO.
VAI ROLAR UMA SEQUENCIA DE TODOS OS MOMENTOS PRESTA ATENÇÃO.
AMART,AMART,AMART!

AS MENINAS DO PAU DE FITA

QUEBRA TUDO AMART!

AMART QUEBRANDO TUDO!



PASTOR JOEL ABENÇOANDO O AMART








PASTOR REIDSON ABENÇOANDO O AMART COM UMA PALAVRA DO CÉU

CORPORAL COM A GALERA!

JOV MC E O VERBO DE DEUS!


QUEBRA PANELA NA FESTA DO AMART!

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Aniversário

Turma!!!
logo logo vamos disponibilizar as fotos do aniversário do amart. Que foi uma bênção, quem não foi perdeu.
sem tirar muita onda galera a gente conseguiu fazer um luau em pleno meio dia com feijoada e tudo que tem direito, aguardem um pouco é que essa semana estou com o tempo muito corrido, mais se Deus quiser eu posto logo essas fotos valeu turma.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

19 de Agosto - Dia Mundial da Fotorafia

Em um mundo completamente imagético como é o nosso hoje, a fotografia está presente em todos os momentos. Seja de câmeras comuns, digitais, de celulares, a imagem se tornou um elemento central nesse mundo midiatizado.

[Daguerreótipo] Mas se hoje a fotografia tem esse lugar de destaque, podendo ser alterada, transformada e manipulada, muito se deve aos inventores deste conceito.

Dois franceses merecem destaque nessa descoberta: Joseph Nicéphore Niépce e Jean Jacques Mandé Daguerre. Niépce foi o precursor, unindo elementos da química e da física, criou a héliographie em 1926. Nesse invento ele aliou o princípio da “câmara obscura”, empregada pelos artistas desde o século XVI, à característica fotossensível dos sais de prata. Após a morte de Niépce, Daguerre aperfeiçoou o invento, rebatizando-o como daguerreótipo.

[Cartier-Bresson] Por essa época um francês radicado no Brasil, Hércules Florence, desenvolvia também experimentos que levariam ao mesmo resultado. Mas o advento da fotografia foi anunciado ao mundo oficialmente, em Paris, na Academia de Ciências da França, consagrando o Daguerreótipo, em 19 de agosto 1839.

De lá pra cá a fotografia evoluiu muito e foi a grande responsável por “apresentar o mundo” à humanidade. Mesmo com o surgimento de outras formas de exibição de imagens (cinema, televisão, computador) a fotografia continua sendo a única "capaz de captar a alma humana". Ou, como diria Henri Cartier-Bresson, um dos maiores fotógrafos de todos os tempos "fotografar é captar o momento decisivo".

HOMENAGEANDO O DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA E DO FOTOGRAFO, VAMOS ABRIR UM ESPAÇO PARA A FOTOGRAFIA, TODA A SEMANA VAMOS POSTAR UMA FOTOGRAFIA E ESPERAMOS QUE VOCÊS POSSAM COMENTAR E EXPLICAR O QUE A FOTOGRAFIA FALA A VOCÊ!



foto:Gesinho Lima

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Xote Santo


Xote Santo - A fonte
Xote Santo - A Semente
Xote Santo - Jesus é a solução
Xote Santo - Lamento Sertanejo
Xote Santo - Lembranças do Sertão
Xote Santo - Nordeste
Xote Santo - O Sertanejo
Xote Santo - Procurando Uma Saída
Xote Santo - Senhor do Nordeste
Xote Santo - Senhor do Nordeste

cole este link em outra janela
http://www.4shared.com/get/101871425/c673b82e/Xote_Santo_-_Rumo_Ao_Nordeste__2007__wwwgospelfreenet.html

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

PARABÉNS PRA VOCÊ AMART!

PARABÉNS AMART! TURMA NO ULTIMO SÁBADO O MINISTÉRIO AMART COMPLETOU MAIS UM ANO DE VIDA E DE SERVIÇOS AO NOSSO DEUS TODO PODEROSO.
JÁ SÃO 12 ANOS DE EVANGELISMOS, DE BÊNÇÃOS E DE MUITO FUMO CLARO (FUMO = TERMO ADOTADO POR NOS QUANDO AS COISAS DÃO ERRADAS. LEVAR FUMO), COM TUDO O SENHOR TEM SIDO FIEL E ATÉ AQUI TEM NOS AJUDADO.



sábado, 15 de agosto de 2009

Céu na Boca - Coisa de Amigo





Track List:
1. Canção da Graça
2. Beira Mar
3. Nego Me Pergunta
4. Agua e Pão
5. No Tempo Certo
6. Intercede Por Nós
7. Paçoca
8. O Jogo é Pra Valer
9. Ocorrência Policial
10. Quem é Esse
11. Céu Na Boca
12. Coisas De Amigo
13. O Senhor do Tempo

Sobre a banda:
Sempre procurei bandas de MPB cristão, mas não havia achado bandas de qualidade, até que eu encontrei o Céu na Boca, que por sinal me surpreendeu. As letras falam claramente sobre Jesus mas de forma poetica. Quero encontrar outros trabalhos deles pra postar aqui. Apreciem!

É SÓ COPIAR O LINK E COLAR EM OUTRA JANELA PARA BAIXAR!

http://www.mediafire.com/download.php?3imyswymnu4

PAI NOSSO?

Turma esse é o nosso espaço, o cordelaria, e encontrei mais um parceiro de blog e pedi autorização para postar algumas poesias de seu blog e o irmão autorizou, legal não é! Galera, assim podemos compartilhar belos textos e refletir, o que é melhor.
O blog do nosso amigo é www.poesiaevanglica.blogspot.com fiquem à-vontade para dar uma passadinha lá e se deleitarem em maravilhosos textos. Fiquem na paz e logo teremos mais coisas por aí!




PAI NOSSO?


Será Inútil Dizer "Pai Nosso"
Se em minha vida não ajo como filho de Deus,
fechando meu coração ao amor.

Será Inútil Dizer "Que estais no Céu"
Se os meus valores são representados
pelos bens na terra.

Será Inútil Dizer "Santificado Seja Vosso Nome"
Se penso apenas em ser Cristão por medo,
superstição e comodismo.

Será Inútil Dizer "Seja feita a Vossa Vontade
Aqui na Terra como no Céu"
Se no fundo desejo mesmo é que todos os
Meus desejos se realizem.

Será Inútil Dizer "O Pão Nosso de cada dia nos dai hoje"
Se prefiro acumular riquezas, desprezando
meus irmãos que passam fome.

Será Inútil Dizer "Perdoai as nossas ofensas assim
como nós perdoamos a quem nos têm ofendido"
Se não me importo em ferir, injustiçar, oprimir e magoar
aos que atravessam o meu caminho.

Será Inútil Dizer "E não nos deixeis cair na tentação"
Se escolho sempre o caminho mais fácil,
que nem sempre é o caminho de Deus.

Será Inútil Dizer "Livrai-nos do mal"
Se por minha própria vontade procuro os prazeres
materiais, e se tudo o que é proibido me seduz.

Será Difícil Dizer "Amém"
Porque sabendo que sou assim, continuo a
me omitir e nada faço para me modificar.

Autor desconhecido

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Crombie - Por Enquanto (2009)





Sobre a banda:
'Com apenas dois anos de estrada, o Crombie possui maturidade autoral e musical invejável. O grupo carioca foi finalista do festival de bandas promovido pelo Jornal do Brasil, sendo o mais votado no júri popular. Utilizando como referência artistas da MPB e da música cristã, o grupo parece atualizar - e simplificar - o trabalho feito por João Alexandre (por muitas vezes incompreendido em toda sua imersão técnica). "Gostamos de música boa. Se ela tiver sido feita com o cuidado de soar bem e sobretudo fazer bem, o resto vira detalhe", confessam.
Os primeiros segundos de audição de 'porenquanto' podem te lembrar um álbum de reggae, mas tudo não passa de ilusão. Em pouco tempo a banda mostra seu diferencial. Afinal, cada canção é feita para surpreender. E a mistura de acordes de Bossa Nova e MPB, arranjos vocais dignos de corais americanos e guitarras levemente distorcidas criam uma atmosfera única, que passeia entre a alegria e a melancolia.'

Track List:
1. Começo
2. Longa Jornada
3. Manga
4. Sobre o Tempo
5. Sem Vaidade
6. Entre uma e outra
7. Chuva de Vento
8. Projeto
9. Guidom
10. Canto
11. Eternidade

copie e cole este link. http://w17.easy-share.com/1701670692.html

BOLA DE NEVE



OLHA AI GALERA DO REGGAE ESSA BANDA AI É O PESSOAL DA BOLA DE NEVE CHURCH, ESPERO QUE VOCÊS CURTÃO ESSE LOUVOR.

01. Caia Babilônia
02. Manhã de Sol
03. Foi Por Amor
04. I Corintios 13
05. Estar Nos Seus Caminhos
06. Não Temerei
07. Corpo e Família
08. Luz do Mundo
09. Verdadeiro Adorador
10. Fonte de Água Viva
11. Andar Com Deus
12. Espírito de Deus

Download
Easy-share



01- Te vejo Pai
02- Sou Filho do Rei
03- É Tempo
04- Cidadão dos Céus
05- Quem impedirá
06- Minha força
07- A tua voz
08- Salmo 91

Download
Easy-share

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

ENTREVISTA COM PAULO CEZAR

GALERA AQUI VAI UMA BELA ENTREVISTA FEITA LÁ EM MINAS GERAIS NO SOM DO CÉU,
(BRINCADEIRA BICHO, MAZINHO DANDO UMA DE REPÓRTER) COM O PAULO CEZAR DO GRUPO LOGOS, QUE DEUS O ABENÇOE E A TODOS DO GRUPO LOGOS E A VOCÊS QUE CURTEM O BLOG, FIQUEM NA PAZ!



video

DESAPARECIDOS

Turma vamos ajudar os parentes das pessoas desaparecidas, não custa nada ajudar.
deve ser horrível não saber por onde anda um ente querido, que o nosso pai possa confortar a todos!


DESAPARECIDOS: Clique aqui e coloque no seu Blog!
DivulgandoDesaparecidos.org

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

SAL DA TERRA




Esses ai são nossos amigos do sal da terra, peguei este post em um blog de musicas que estava dando uma olhada, ai resolvi copiar o link e colei ai pra vcs que gostam tanto do som dos nossos amigos e fieis combatentes do exercito de Jesus por esse mundão a fora!

essas ai são as musicas:

Dá licença
Jesus mudou meu viver
De sandália ou de alparca
Oportunidade
Alerta geral
Viver sem Jesus
Toada
Rapo o dedo na viola
Medley quem fez preciso de Jesus


/>Download
4shared

terça-feira, 4 de agosto de 2009

ÁGUAS VIVAS - Antologia de Poesia Evangélica




Amados irmãos, é com imenso prazer que trago até vocês mais uma antologia poética. ÁGUAS VIVAS é um e-book gratuito, uma antologia reunindo textos de 10 poetas evangélicos contemporâneos, apresentando autores relativamente pouco conhecidos ao lado de outros já consagrados, como o Pr. Israel Belo de Azevedo, Pr. Josué Ebenézer e o Prof. Noélio Duarte, membros Academia Evangélica de Letras do Brasil (AELB), e o bardo português João Tomaz Parreira, entre outros.


para baixar o e-book cole este link
http://www.4shared.com/file/118380406/6455ce2c/Aguas_Vivas_antologia_de_poesia_evangelica.html



e a poesia de hoje é de Gilberto Celeti

CICATRIZES OU MEDALHAS?

O que Deus quer ver num filho não é medalha,
Pois toda a glória humana sempre atrapalha;
Pra que buscar e exibir tanto diploma,
Se a vida nunca muda e nunca se transforma?

De que vale ter um título importante,
Se fizer de quem o possui um arrogante?
De que vale ser no mundo tão famoso,
E viver na impiedade e rancoroso?

Quando enfim chegar a hora da partida,
O que vale é o bom combate nesta vida,
É mostrar que há em nós certas feridas.

O amor de Cristo deu-nos cicatrizes?
Fomos sempre fiéis às suas diretrizes?
Isto só é o que fará de nós felizes!

sábado, 1 de agosto de 2009

Congresso Geração Compromisso

Desculpas povo, pelo atraso no texto, e as fotos acabaram chegando primeiro pra deixar vocês curiosos sobre a nossa ida em Areias no geração compromisso. Estava fora por esses dias por isso a demora, mas ai vai:

1- A proposta era fazer batuques e compartilhar com a turma de Areias um pouco das nossas andanças.

2- Turma boa. bonita de se ver,bem disposta a servir ao nosso Pai do Céu.

3- Conhecemos a turma do Venha como está.E fiquei feliz por ver essa turma nas ruas de Recife fazendo a diferença. Muito louco!!! Aprendi muito com eles nesta tarde.

4- Rolou ciranda e coco no final.E foi uma festa bonita, vendo todos juntos celebrando com alegria.

5- E deixo um recado para a turma de Areias ( 2 batista de Areias). Sigam firmes, não desistam. E oro por vocês. Todos os jovens que foram lá na frente bem dispostos a agir. Deus tem algo de muito especial para vocês.


falow turma.

vou tentar escrever mais algo nesta semana. se a forte gripe que peguei deixar. orem por mim.






sexta-feira, 31 de julho de 2009

Em Marcos Freire.

Tudo tem a sua primeira vez. E quando a gente imagina que já foi pra quase todos os cantos, aparece um novo pra dizer a todos nós: andem! Por isso neste ultimo sábado a gente deu uma andada pra valer. Fomos a convite dos jovens da Batista de Marcos Freire fazer um batuque pelas ruas deste bairro.Fomos bem recebidos pelo seu povo bom, acompanhados por uma turma super disposta.O resultado é que foi batuque pra todo lado, com direito a paradinha para uns cordeis e uma roda de ciranda também. Por fim. Ficou reservado o melhor. O convite para descermos até uma comunidade mais afastada no centro do bairro, a vila tinha um aspecto meio rural, com ruas de barro e bastante verde e casinhas simples. Esqueci seu nome, mas não do momento mágico que Deus deu. pula lama, desce ladeira, as crianças chegaram e o povo também. Segue o batuque firme e forte, e o cansaço não vem. E no meio disso tudo Deus fala. E muito bem a todos do Amart, Juventude da Batista de Marcos Freire e a todos do bairro. E vamo que vamo. pois como disse o Ari: quem não sabe quanto tempo tem, não tem tempo para perder.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Selva De Feras.

Sou Pedro Silva de Vera
Odeio selva de fera
A natureza me espera
Verde mãe minha cor

O meu cavalo é de osso
Eu lhe beijando o pescoço
Ele me leva no dorso
Aonde o sol vai se por

Eu só preciso de um prato
E pouco mais que um trapo
E o nosso amor será um trato
Que jamais terá fim

Arruma tudo vambora
Ora vambora se embora
E a sanfona de fora
Vai tocando pra mim

É tombo é chuva caindo
É lombo é burro subindo
O vento venta zunindo
E a carroça quebrou

O vento roda moinho
A casa de um passarinho
Um kitnet de ninho
Nosso filho salvou

Afia o fio da faca
E faz um feixe de estaca
E finca pé na barraca
A chuva passa passou

E vem a noite estiada
E vem a lua molhada
E a sanfona danada
E nós vivendo de amor


Novos Baianos.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

FÉ- festival Evanart.








Que beleza de ver e também de participar. Talvez deixamos contribuição. Mais sairmos bastantes contribuidos com este encontro danado de bom. Foi no sábado 18 na Presbit. das Graças promovido pela turma do Evanart em comemoração aos seus 25 anos. Não podemos deixar de falar que somos Fãs dessa turma e em particular eu sou fã do Alcio, por seu grande talento e maestria com o teatro e outras coisas mais também. Junte tudo isso com a turma do IDE,REUEL,MTP e o nosso batuque. Quem não foi perdeu principalmente pelos bate papos que rolou, uma verdadeira troca de experiências. Parabéns ao Evanart pelo festival que se chama FÉ. E que tenha outros FÉS pra nos enriquecer, sabendo que andando com FÉ é que se vai. Pois a FÉ não costuma faiar.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Evangelho Criativo parte 02

continuando sobre o evangelho criativo com o Mazinho.

video